terça-feira, novembro 24, 2009

AMOR




















No vasto mar, no céu ou na montanha,
Na serra ou no planalto adormecido,
Eu vejo-o a vaguear tonto e perdido,
O louco amor … essa figura estranha!


Amor, irmão da noite … amor tristeza,
Amor escuridão … tédio …pavor…
Nostálgica visão de sonhador…
Amor inquieto e feito de incerteza!


Amor em labareda … Amor em chama …
Amor que aquece a alma gelada…
Que chora e ri, e canta, e geme, e clama
Em vão!...Amor que é tudo! Amor que é nada!...

Quando sofro, alivio a minha dor,
Chorando; e quanto é bom chorar assim…
Com lágrimas dizendo, como em mim,
Crepita e arde o fogo dum Amor !


 
 
JOSÉ MARIA LOPES DE ARAÚJO
do livro " Noites de Alma "

1 comentário:

Sonhadora disse...

Lindo poema...muito melancólico...mas poesia.
Um beijo
Sinhadora