quinta-feira, abril 22, 2010

ENGANO


Não me olhes mais assim que eu quero ver
Outra alegria, em teu magoado olhar …
Não me olhes mais assim, que eu vou perder
O Bem que trago, em mim, para te dar! …

Toda essa angústia que te faz sofrer,
Toda essa dor que te anda a atormentar
São mistos de amargura e de prazer
Que, na vida, jamais te irão deixar!

De mágoa, pela tua solidão …
De prazer, porque te enche o coração
Uma forte esperança de ventura …

Tudo isso é transitório e enganador;
Embora brilhe o Sol, com muito ardor,
Vai-se depressa … e volta e a noite escura!


JOSÉ MARIA LOPES DE ARAÚJO

1 comentário:

Sonhadora disse...

Poeta
Lindissimo poema, palavras que me dizem tanto, gostei muito.

Beijinhos
Sonhadora